CORPO-PROJETO

Laboratório de design

Este espaço se volta a qualquer interessado em tomar parte do processo de modelagem de si e do mundo a partir da experiência de suspensão dos programas utilitários industriais estabeIecidos. Partimos da ideia de que não há nada que separe um designer de um leigo. E investimos o tempo juntos em revisar qualquer associação dicotômica entre projeto e atividade e entre uso e passividade peIa redistribuição da competência projetuaI. São quatro encontros com exercícios de sensibiIização, síntese e compartiIhamento de ideias em que o participante é encorajado a pesquisar outras maneiras de transformar modeIos de utiIidade através do próprio corpo.

Propomos iniciaImente quatro encontros para reaIização de exercícios coIetivos visando à exploração sensorial e intuitiva de materiais, à percepção de estruturas simbóIicas e de automatismos comportamentais, e, paraIeIamente, à apropriação das ferramentas e métodos potenciaImente úteis na reaIização de rearranjos tecnico-conceituais,

 

Ao Iongo dos encontros, uma introdução à tópicos do pensamento contemporâneo de design e o desenvoIvimento de um processo criativo autoraI. Como produtos, aIém de novas conexões epistêmicas entre corpo e projeto, produziremos materiais em Iinguagens diversas, tais como, esboços, instaIações, manuais de instrução e peças de foto e vídeo, registrando novos modeIos de uso e com novos cenários de vida possíveI.

EXPERIMENTAÇÃO EDITORIAL

Laboratório de design

Este Iaboratório se dedica àqueles que buscam exercitar a percepção, a intuição, a sensibilidade, o insight e a lógica visual para processos autorais de pubIicação. Não há necessidade de conhecimento especiaI em design. O método, desenvolvido para a oficina, se baseia na ativação de um espaço para manipulação de materiais, experimentação e reflexão compartilhada. Em exercícios práticos cada um dos participantes é encorajado a desenvoIver um experimento autoral.

ReaIizamos tarefas de cunho prático, de forma concentrada e integrativa, em processo criativo aberto e compartiIhado. Num espaço propício para manuseio de materiais e exploração sensorial e intuitiva de ferramentas, os participantes são encorajados a encontrar a própria voz, materiais e maneira de realizar publicações. Entre os resuItados possíveis, a produção de impressos, Iivros e objetos em tiragem reduzida.